quinta-feira, 31 de maio de 2012

Programa



Objetivo: Analisar o desenvolvimento das ideias cristãs sobre a sexualidade humana, a liberdade e o pecado a partir das controvérsias que sacudiram os primeiros séculos da comunidade cristã até a época de Agostinho de Hipona (séc. V E.C.), e compreender como essas ideias moldaram as atitudes ocidentais para com esses temas.

Metodologia: Exposição do tema, análise de textos, discussões em micro-grupos e debates.

Duração: 15 h – 5 encontros


Data: 2 (segunda-feira) a 6 (sexta-feira) de julho de 2012 - 14h00 - 17h00


Local: Auditório da Pró-Reitoria de Atividades de Extensão - PRAE, UFRPE (próximo à Biblioteca Central)


Organização e Promoção: Ciclo Acadêmico de História da UFRPE (Maiores informações e inscrições na página do minicurso no sítio do C.A.  http://cahisufrpe.blogspot.com.br/2012/05/minicurso-serpente-e-maca-sexualidade.html  )

Programação:

1 – A Mulher, o Homem e a Maçã: Adão e Eva no Jardim e suas diferentes interpretações.
  • Conceitos básicos: o movimento de Jesus, Cristianismo, dogma, teologia;
  • O Cristianismo e suas fontes teológicas;
  • Escritura e Interpretação na tradição cristã;
  • As narrativas da Criação do Gênesis (capítulos 1 a 3);
  • Perspectivas cristãs acerca dessa narrativa nas leituras de Justino de Nablus e Clemente de Alexandria.

2 – Ortodoxos e Hereges: Interpretações gnósticas de Adão e Eva.
  • Ortodoxia e heresia na tradição cristã;
  • Os gnósticos;
  • Gnósticos valentinianos e sua leitura das Escrituras;
  • Leituras.

3 – A Liberdade dos Santos: por que escolher o celibato?
  • Ascetismo cristão e a renúncia ao sexo;
  • Joviniano e suas disputas com Jerônimo, Ambrósio e Agostinho;
  • O natural e o não-natural;
  • Leituras.

4 – A Interpretação de Agostinho: da liberdade ao pecado original.
  • Um homem chamado Agostinho;
  • O Jardim do Éden: uma narrativa da escravidão humana;
  • A teoria do pecado original e uma interpretação sexualizada do pecado;
  • Leituras.

5 – A Vitória de Agostinho: a visão de natureza de Agostinho moldando o prazer, o sofrimento e a morte na cultura Ocidental.
  • A permanência do pensamento de Agostinho;
  • Como o pensamento de Agostinho influencia nossas concepções ocidentais;
  • Leituras.