segunda-feira, 4 de junho de 2012

Os relatos da Criação no Gênesis (cap. 1 - 3)





[NOTA: Estes seguintes capítulos do livro de Gênesis são essenciais para nossas discussões em sala. É importante que os participantes se familiarizem com eles. Não acrescentarei nenhum comentário a esses textos (assim como todos os outros publicados aqui), sua discussão será feita durante nossos encontros.]

Capítulo 1

1. No princípio, Deus criou o céu e a terra.
2. Ora, a terra estava vazia e vaga, as trevas cobriam o abismo, e um vento de Deus pairava sobre as águas.
3. Deus disse: "Haja luz" e houve luz.
4. Deus viu que a luz era boa, e Deus separou a luz e as trevas.
5. Deus chamou à luz "dia" e às trevas "noite". Houve uma tarde e uma manhã: primeiro dia.
6. Deus disse: "Haja um firmamento no meio das águas e que ele separe as águas das águas", e assim se fez.
7. Deus fez o firmamento, que separou as águas que estão sob o firmamento das águas que estão acima do firmamento,
8. e Deus chamou ao firmamento "céu". Houve uma tarde e uma manhã: segundo dia.
9. Deus disse: "Que as águas que estão sob o céu se reúnam numa só massa e que apareça o continente" e assim se fez.
10. Deus chamou ao continente "terra" e à massa das águas "mares", e Deus viu que isso era bom.
11. Deus disse: "Que a terra verdeje de verdura: ervas que deem semente e árvores frutíferas que deem sobre a terra, segundo sua espécie, frutos contendo sua semente" e assim se fez.
12. A terra produziu verdura: ervas que dão semente segundo sua espécie, árvores que dão, segundo sua espécie, frutos contendo sua semente, e Deus viu que isso era bom.
13. Houve uma tarde e uma manhã: terceiro dia.
14. Deus disse: "Que haja luzeiros no firmamento do céu para separar o dia e a noite; que eles sirvam de sinais, tanto para as festas quanto para os dias e os anos;
15. que sejam luzeiros no firmamento do céu para iluminar a terra" e assim se fez.
16. Deus fez os dois luzeiros maiores: o grande luzeiro para governar o dia e o pequeno luzeiro para governar a noite, e as estrelas.
17. Deus os colocou no firmamento do céu para iluminar a terra,
18. para governarem o dia e a noite, para separarem a luz e as trevas, e Deus viu que isso era bom.
19. Houve uma tarde e uma manhã: quarto dia.
20. Deus disse: "Fervilhem as águas um fervilhar de seres vivos e que as aves voem acima da terra, sob o firmamento do céu" e assim se fez.
21. Deus criou as grandes serpentes do mar e todos os seres vivos que rastejam e que fervilham nas águas segundo sua espécie, e as aves aladas segundo sua espécie, e Deus viu que isso era bom.
22. Deus os abençoou e disse: "Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a água dos mares, e que as aves se multipliquem sobre a terra."
23. Houve uma tarde e uma manhã: quinto dia.
24. Deus disse: "Que a terra produza seres vivos segundo sua espécie: animais domésticos, répteis e feras segundo sua espécie" e assim se fez.
25. Deus fez as feras segundo sua espécie, os animais domésticos segundo sua espécie e todos os répteis do solo segundo sua espécie, e Deus viu que isso era bom.
26. Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem, como nossa semelhança, e que eles dominem sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre a terra".
27. Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou, homem e mulher ele os criou.
28. Deus os abençoou e lhes disse: "Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a; dominai sobre os peixes do mar, as aves do céu e todos os animais que rastejam sobre a terra."
29. Deus disse: "Eu vos dou todas as ervas que dão semente, que estão sobre toda a superfície da terra, e todas as árvores que dão frutos que dão semente: isso será vosso alimento.
30. A todas as feras, a todas as aves do céu, a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou como alimento toda a verdura das plantas" e assim se fez.
31. Deus viu tudo o que tinha feito: e era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia.

Capítulo 2

1. Assim foram concluídos o céu e a terra, com todo o seu exército.
2. Deus concluiu no sétimo dia a obra que fizera e no sétimo dia descansou, depois de toda a obra que fizera.
3. Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, pois nele descansou depois de toda a sua obra de criação.
4. Essa é a história do céu e da terra, quando foram criados. No tempo em que Iahweh Deus fez a terra e o céu,
5. não havia ainda nenhum arbusto dos campos sobre a terra e nenhuma erva dos campos tinha ainda crescido, porque Iahweh Deus não tinha feito chover sobre a terra e não havia homem para cultivar o solo.
6. Entretanto, um manancial subia da terra e regava toda a superfície do solo.
7. Então Iahweh Deus modelou o homem com a argila do solo, insuflou em suas narinas um hálito de vida e o homem se tornou um ser vivente.
8. Iahweh Deus plantou um jardim em Éden, no oriente, e aí colocou o homem que modelara.
9. Iahweh Deus fez crescer do solo toda espécie de árvores formosas de ver e boas de comer, e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
10. Um rio saía de Éden para regar o jardim e de lá se dividia formando quatro braços.
11. O primeiro chama-se Fison; rodeia toda a terra de Hévila, onde há ouro; 
12. é puro o ouro dessa terra na qual se encontram o bdélio e a pedra de ônix.
13. O segundo rio chama-se Geon: rodeia toda a terra de Cuch.
14. O terceiro rio se chama Tigre: corre pelo oriente da Assíria. O quarto rio é o Eufrates.
15. Iahweh Deus tomou o homem e o colocou no jardim de Éden pára o cultivar e o guardar.
16. E Iahweh Deus deu ao homem este mandamento: "Podes comer de todas as árvores do jardim.
17. Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás, porque no dia em que dela comeres terás que morrer.
18. Iahweh Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só. Vou fazer uma auxiliar que lhe corresponda."
19. Iahweh Deus modelou então, do solo, todas as feras selvagens e todas as aves do céu e as conduziu ao homem para ver como ele as chamaria: cada qual devia levar o nome que o homem lhe desse.
20. O homem deu nomes a todos os animais, às aves do céu e a todas as feras selvagens, mas, para o homem, não encontrou a auxiliar que lhe correspondesse.
21. Então Iahweh Deus fez cair um torpor sobre o homem, e ele dormiu. Tomou uma de suas costelas e fez crescer carne em seu lugar.
22. Depois, da costela que tirara do homem, Iahweh Deus modelou uma mulher e a trouxe ao homem.
23. Então o homem exclamou: "Esta, sim, é osso de meus ossos e carne de minha carne! Ela será chamada 'mulher', porque foi tirada do homem!"
24. Por isso um homem deixa seu pai e sua mãe, se une à sua mulher, e eles se tornam uma só carne.
25. Ora, os dois estavam nus, o homem e sua mulher, e não se envergonhavam.

Capítulo 3

1. A serpente era o mais astuto de todos os animais dos campos, que Iahweh Deus tinha feito. Ela disse à mulher: "Então Deus disse: Vós não podeis comer de todas as árvores do jardim?"
2. A mulher respondeu à serpente: "Nós podemos comer do fruto das árvores do jardim.
3. Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Dele não comereis, nele não tocareis, sob pena de morte."
4. A serpente disse então à mulher: "Não, não morrereis!
5. Mas Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão e vós sereis como deuses, versados no bem e no mal."
6. A mulher viu que a árvore era boa ao apetite e formosa à vista, e que essa árvore era desejável para adquirir discernimento. Tomou-lhe do fruto e comeu. Deu-o também a seu marido, que com ela estava e ele comeu.
7. Então abriram-se os olhos dos dois e perceberam que estavam nus; entrelaçaram folhas de figueira e se cingiram.
8. Eles ouviram o passo de Iahweh Deus que passeava no jardim à brisa do dia e o homem e sua mulher se esconderam da presença de Iahweh Deus, entre as árvores do jardim.
9. Iahweh Deus chamou o homem: "Onde estás?", disse ele.
10. "Ouvi teu passo no jardim," respondeu o homem; "tive medo porque estou nu, e me escondi."
11. Ele retomou: "E quem te fez saber que estavas nu? Comeste, então, da árvore que te proibi de comer!"
12. O homem respondeu: "A mulher que puseste junto de mim me deu da árvore, e eu comi!"
13. Iahweh Deus disse à mulher: "Que fizeste?" E a mulher respondeu: "A serpente me seduziu e eu comi."
14. Então Iahweh Deus disse à serpente: "Porque fizeste isso és maldita entre todos os animais domésticos e todas as feras selvagens. Caminharás sobre teu ventre e comerás poeira todos os dias de tua vida.
15. Porei hostilidade entre ti e a mulher, entre tua linhagem e a linhagem dela. Ela te esmagará a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar."
16. À mulher ele disse: "Multiplicarei as dores de tuas gravidezes, na dor darás à luz filhos. Teu desejo te impelirá ao teu marido e ele te dominará."
17. Ao homem, ele disse: "Porque escutaste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te proibira, comer, maldito é o solo por causa de ti! Com sofrimentos dele te nutrirás todos os dias de tua vida.
18. Ele produzirá para ti espinhos e cardos, e comerás a erva dos campos.
19. Com o suor de teu rosto comerás teu pão até que retornes ao solo, pois dele foste tirado. Pois tu és pó e ao pó tornarás."
20. O homem chamou sua mulher "Eva", por ser a mãe de todos os viventes.
21. Iahweh Deus fez para o homem e sua mulher túnicas de pele, e os vestiu.
22. Depois disse Iahweh Deus: "Se o homem já é como um de nós, versado no bem e no mal," que agora ele não estenda a mão e colha também da árvore da vida, e coma e viva para sempre!"
23. E Iahweh Deus o expulsou do jardim de Éden para cultivar o solo de onde fora tirado.
24. Ele baniu o homem e colocou, diante do jardim de Éden, os querubins e a chama da espada fulgurante para guardar o caminho da árvore da vida.



BÍBLIA. Português. Bíblia de Jerusalém: Revisada. São Paulo: Paulus, 2002.